Monthly Archives: March 2016

das expectativas

Só queria conseguir ser o suficiente. Nada além do que o suficiente. Não preciso ser incrível ou maravilhosa. Apenas o suficiente. Na linha do satisfatório para se conseguir viver. Ter apenas as aptidões necessárias para levar aquele tipo de vida insossa. Montanhas russas me dão náuseas.

Só queria não me sentir culpada por cada momento dos meus dias. A felicidade me incomoda. Bem como todas as vezes eu choro na sua frente ou perto da minha taça de vinho.

Se eu fosse o suficiente, talvez não me sentisse culpada por cada unha encravada por aí. Ou pelas farpas que, às vezes, se cravam nas nossas peles. Seria então uma mulher melhor, uma amiga melhor e talvez até conseguisse vislumbrar um futuro.

Por hoje, não sou nada disso. Não sou o bastante para nada e ninguém. Apenas um apanhado de moléculas padecendo no mundo entre algumas culpas e umidade.

Quando serei eu o suficiente para mim mesma?

Advertisements