Monthly Archives: October 2015

semidesintegração

A falta de ar me toma. E, a ânsia me desestabiliza.

É como se as minhas energias decaíssem do mesmo modo que o elemento de menor meia-vida. No plano cartesiano, esta curva jamais encontrará a abscissa. O tempo. Trágico. Os dias arrastados serão, portanto, tortura eterna. Tendendo ao infinito.

Decerto, o cansaço adentra-me. Sutilmente pelos poros. Guerrilhando n’alma. Corrói qualquer razão que me prende ao Mundo. Perco-me. O lastro real da objetividade da vida se esvai pelos dedos.