mês

Quando o dia 3, na verdade, é dia 4. O 12, daquela Quinta-feira a tarde, deixa de existir por falta de memória e vira dia 13. E no dia 5, não houve nada, foi apenas um Sábado. Decerto, no 17, uma chance quase foi dada… Por um triz não se deu. Quando aqueles 11 e 22, que não significaram uma triste palavra, tornaram-se brilhantes por não serem múltiplos de três e nem somarem três. Entretanto, é quatro, cinco e SEIS. E 15 faz parte apenas do cinco, que é primo, mas não deveria primar com três. Na Segunda, 27, é três três vezes e soma três ao quadrado; no entanto, na Sexta, 31, soma 4, multiplica 3, mas desemboca em 1 assim que a trigésima primeira meia-noite de Sexta se vai. E fecha-se um ciclo com todos os dias de um mês.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s