Live and Let Die

— Veio como minha sombra o caminho todo sem soltar uma única palavra. Será que agora é a hora que você me diz o porquê de eu não poder pular? Então, fale o porquê de tanta insistência na minha vida. Sussurre o motivo de que o melhor pra mim é ficar aqui. Grite. Grite para todos os cantos da Terra a razão que me faria ficar por mais um único dia. Acho que você não poderia fazê-lo. Não poderia por não haver uma explicação lógica e racional.

— O que?  Você realmente pensou que eu te segui até aqui pra, no último segundo, fazer-te refletir e ver que pular desse penhasco e se machucar por completo sem volta alguma é um erro?  Você realmente pensou que eu vim até aqui pra te levar embora comigo, te carregar dia após dia? Você realmente acha que eu te quero comigo pro resto da minha caminhada?

— Do que você está falando? É claro que você veio aqui me salvar, dizer pra mim que está tudo bem desse jeito, e que eu não preciso me sacrificar. É claro que você veria que sem mim eu não sou nada, ou melhor, você acaba sendo um nada. No nosso trabalho eu sou quem penso, somos um grupo, não somos? Você não saberia lidar sem ter-me ao seu lado para decidir o caminho certo.

— Eu estou falando que vim até aqui me certificar que você foi embora de vez, e que dessa vez não tem volta.  Digo, será que você não reparou que você é quem tira as coisas dos trilhos? Você não reparou que suas decisões são sempre indecisões? Sempre seguindo qualquer outro raciocínio MENOS o seu, que tipo de parte racional e lógica é você? E ainda me vem com essa historinha de que sem você eu não conseguiria nada, por favor.  Antes de você aparecer, há alguns anos atrás, eu controlava tudo sozinha, eu mantinha as emoções em ordem, eu mantinha o relógio biológico em perfeito estado, eu fazia com que as habilidades cerebrais se destacassem e todo o resto do trabalho, que você fez questão de estragar.

— Agora quem não está entendendo sou eu. Estragar todo o trabalho? Quanta falta de senso. Desde que eu cheguei aqui ninguém sofreu por amor, ninguém chorou por amor, ninguém teve o coração partido. Eu mantive um coração…

— Hã? Ninguém teve um coração partido? O que você quis dizer com isso? Porque a meu ver, esse coração que nós deveríamos manter em perfeito estado está com todas as engrenagens não lubrificadas. Esse coração que você tanto falou estar inteiro, realmente está, mas está assim pelo simples fato de você tê-lo mantido dentro de um freezer inteiro. E sabe, esse coração está tão desequilibrado que toda a parte do cérebro que você não consegue penetrar está uma bagunça. O coração realmente não sente, mas EU sinto, não como você se sente nos seus momentos de loucuras e sandices, mas eu sinto o tempo todo, sinto o amor que você insiste em decifrar todos os dias antes de dormir, sinto o peso das amizades e o quanto isso dói, sinto-me confusa e despreparada quanto ao mundo… Sinto tudo que você repele sentir, sinto tudo que pra você não faz sentido. Não estou reclamando por sentir, mas reclamo por sentir em excesso. Nenhuma emoção consegue te invadir, nenhuma delas penetra em você, logo todas elas têm que ir para algum lugar, e vão para o meu campo de batalha, e pronto: eu chego no extremo das sensações, e BUM, todas as nossas barreiras vão e o caos se cria. Cria-se um caos cheio de incertezas e fracassos, dúvidas e tristezas, e depressão e desamor, inenarráveis acontecimentos, tudo porque você reprimi o sentimento, você o afasta e você…

— Ah pronto. Agora eu também não sinto? Por que você acha que eu vivo vindo até esse precipício? Porque é legal fingir que vai cair? Claro que não! Eu e mais ninguém sabe o quanto me machuca ver o que eu fiz com esse coração; o quanto me machuca não sentir tudo que deveria; o quanto dói ver que tento amar o que não é pra ser e, o que é eu não amo; me machuca ver que tudo está assim hoje por minha causa. Você não sabe como é se sentir culpada por todos os acontecimentos, você não faz idéia do quanto é funda a ferida que se abriu em mim ao ver que está tudo desmoronando, e o quanto…

— SE ISSO TE MACHUCA TANTO, SE ISSO DÓI 24 POR DIA, TODOS OS DIAS DO ANO… PULE. SE ISSO ESTÁ TE INCOMODANDO, PULE. NÃO FIQUE AÍ SE TORTURANDO POR TER FEITO TUDO ERRADO, OU MELHOR, POR TER FEITO TUDO TÃO CERTO, PORÉM ERRADO. PARE COM ESSA HIPOCRISIA RACIONAL E ME DEIXE VIVER, EU SUPLICO PARA QUE ME DEIXE VIVER. ENTÃO, PULE! EU NÃO AGUENTO MAIS TER QUE OLHAR TODOS OS DIAS NO ESPELHO E VER QUE EU NÃO SOU EU, NÃO AGUENTO MAIS OUVIR AS MÚSICAS TRISTES QUE VOCÊ PÕE PRA TOCAR E ME SENTIR COMO LIXO, NÃO AGUENTO MAIS SER OBRIGADA A FAZÊ-LA SENTIR MAL POR ERROS SEUS. EU JÁ NÃO QUERO MAIS ME SENTIR INSEGURA QUANTO A VIDA, EU… nunca achei que você realmente fosse capaz de ir.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s